Como o stress e a ansiedade afetam o sono?

O stress e a ansiedade têm uma relação muito próxima com o sono. Quando nos deitamos para dormir, todo o nosso corpo se prepara: a nossa temperatura corporal baixa, o batimento cardíaco fica mais lento, a respiração mais profunda e o cérebro começa progressivamente a “acalmar”.

Quando estamos ansiosos, todos estes processos são afetados: a respiração está rápida e superficial, o batimento cardíaco acelerado, a nossa mente invadida por pensamentos, estamos cansados e impacientes para dormir.

Assim, quando nos deitamos ansiosos, o processo de adormecer complica-se e, com o tempo passado na cama, chega a frustração de querer dormir e não conseguir. Por sua vez, a falta de sono afeta o nosso humor, torna-nos mais sensíveis e tem um efeito na ansiedade. Um padrão de sono não se altera numa noite.

Daí ser possível ultrapassar períodos passageiros de noites mal dormidas, mas com o tempo, se não se agir, a ansiedade e a falta de sono podem vir a alterar o nosso padrão de sono.

Mariana Miller, Psicóloga Clínica

 

 

Subscreva a nossa newsletter!

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • (+351) 211 316 527

Membro associado da
© Copyright 2020 - Associação Portuguesa de Sono. Todos os direitos são reservados.