Como o sono afeta o nosso desempenho?

O encurtamento do período de sono, que se tem verificado nas últimas décadas, é um problema grave. Com um dia-a-dia cada vez mais ocupado, continuamos a querer tudo - sem ter tempo para tudo -, deixando para trás o sono. O problema é que a falta de sono tem consequências adversas na nossa saúde e bem-estar. 
 
Estudos mostram que, para a maioria das pessoas, dormir por norma menos de seis horas por noite não é suficiente para um bom funcionamento. O sono insuficiente (intencional ou não) tem consequências a curto e longo prazo, especialmente nas áreas que afetam o nosso desempenho. Áreas como a atenção, a memória e capacidade de raciocínio são afetadas. Torna-se difícil prestar e manter a atenção e diminui o tempo de reação, a criatividade e a capacidade de resolução de problemas. A nossa produtividade diminui, sendo necessário dedicar mais tempo até às tarefas mais simples. A regulação emocional é também afetada, pois com a diminuição das horas de sono aumenta a sensibilidade, irritabilidade e ansiedade. O nosso sistema imunitário decai e aumenta o risco de várias complicações de saúde.

O desempenho é especialmente importante na sociedade em que vivemos, mas procurá-lo abdicando de horas de sono é paradoxal, pois corremos o risco de perder exatamente aquilo que procurávamos atingir.

Mariana Miller, Psicóloga Clínica  
 
 

Subscreva a nossa newsletter!

  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • (+351) 211 316 527

Membro associado da
© Copyright 2020 - Associação Portuguesa de Sono. Todos os direitos são reservados.